O que é RPG?

O Role-Playing Game (RPG, traduzido como "jogo de interpretação de Personagens") é um jogo no qual os jogadores assumem papéis de personagens e criam narrativas colaborativamente. Os personagens são criados de acordo com o tema abordado, e suas características de acordo com o sistema de regras, dentro das quais os jogadores podem improvisar livremente. As escolhas dos jogadores determinam a direção que o jogo irá tomar.
Os RPGs são tipicamente colaborativos e sociais, não competitivos. Um jogo típico une os seus participantes em um único time que se aventura como um grupo. Um RPG raramente tem ganhadores ou perdedores, isso o torna fundamentalmente diferente de outros jogos de tabuleiro, cartas, esportes, ou qualquer outro tipo. Como romances ou filmes, RPGs agradam porque eles alimentam a imaginação, sem no entanto limitar o comportamento do jogador a um enredo específico.

Grupo de RPG em uma escola.

Dados são utilizados para dar "aleatoriedade" ao jogo.
Além, o RPG é – por excelência – cultural, uma vez que depende de conhecimentos histórico-culturais e da língua portuguesa para determinação dos enredos, roteiros e diálogos dos personagens, além de contribuir no desenvolvimento matemático para o cálculo das pontuações e características dos personagens envolvidos, artes cênicas para interpretação, da criatividade através da criação dos personagens envolvidos, entre muitos outros campos.

Em resumo, o RPG é uma contação de estória, com a participação dos ouvintes  na construção narrativa. Mas o que o diferencia é o uso de dados e fichas de personagens, que o torna um jogo.


Seguem abaixo alguns termos utilizados no RPG:


Campanha: É a história âncora do jogo. Uma campanha pode durar uma sessão, ou várias, ou até mesmo nunca acabar. O famoso desenho animado “Caverna do Dragão” é um exemplo de RPG que virou desenho animado e não teve seu final divulgado (pelo menos para a televisão). O tema também é definido no inicio da campanha e pode ser o mais variado (Filmes como Matrix, Narnia, Harry Potter, Senhor dos Anéis ou de Super Heróis; contextos históricos como O Cangaço Independente, Abolição da Escravatura, Guerra de Canudos entre muitos outros podem ser dados como exemplo de temas para uma campanha). As campanhas também são denominadas aventuras.

Sessão: É uma partida de RPG. Cada partida pode durar o necessário para se concluir uma sessão, e o numero de sessões também varia de acordo com a Campanha.

Sistema: O RPG sempre utiliza um sistema predefinido de regras, para convivência e ações dos personagens. Esse sistema pode se basear em dados, cartas, interpretação ao vivo (live actions), ou até mesmo virtualmente.

Dados: Quando o sistema é baseado em rolagem de dados, estes podem ser os dados comuns (de seis lados), e os dados com mais lados (representados como D4, D8, D10, D12 e D20. Cada número representa o número de lados)

Mestre ou Narrador: É quem narrará a aventura, definirá o sistema de regras e interpretará os npc´s.

Jogador: São aqueles que participarão da aventura, interpretando seus devidos personagens.

Personagens: São os protagonistas da aventura. Geralmente é um grupo de comum acordo e iguais objetivos dentro da narrativa.

NPC: Abreviação de non player character, são personagens controlados pelo mestre, que implementam o jogo. Geralmente os antagonistas e coadjuvantes das narrativas.

Plots: São as histórias que acontecem paralelamente dentro da campanha, para que esta tenha mais detalhes e se torne mais atrativa.

Material de Referência


Nenhum comentário:

Postar um comentário